Páginas

4 de jan de 2011

REDUÇÃO NO NÚMERO DE ACIDE NTES E VÍTIMAS NO SUL DE MINAS

Durante o feriado de Ano Novo, a 6ª Companhia Independente da Polícia Militar de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário, através da intensificação do policiamento nas rodovias sob sua fiscalização, apresentou redução significativa no número de acidentes e vítimas na região, só em acidentes com vítimas fatais houve queda de 100 (cem) por cento.
 

PM realizou fiscalização de veículos
 
Tal redução é fruto do empenho diuturno, ostensivo, educativo e ininterrupto da 6ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário ao longo de 1.104 km de malha viária sob sua responsabilidade. O trabalho resultou na conscientização do público para o cumprimento e respeito às normas de trânsito, o que proporcionou maior segurança e fluidez, fatores preponderantes para a segurança nas rodovias.
Um fator agravante deste feriado foi o volume de chuvas que atingiu a região, pois além de reduzir a visibilidade do condutor aumentou significativamente os riscos de acidentes. Para minimizar a situação foi montado um esquema especial de policiamento inteligente, voltado para os trechos de maior volume de tráfego em locais estratégicos.
 
 
 
O feriado de Ano Novo apresentou um resultado muito positivo do trabalho desenvolvido pelos militares da Companhia Independente de Meio Ambiente e Transito , com sede em Lavras, que está compromissada e preocupada em proporcionar uma viagem tranquila e segura aos cidadãos usuários das rodovias que cortam nossa região. A Polícia Rodoviária Estadual comemora os resultados positivos nas rodovias e compartilha a conquista com os motoristas que trafegaram por nossa região. 
 
POLÍCIA MILITAR, NOSSA PROFISSÃO SUA VIDA!
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

Um comentário:

Anônimo disse...

Os índices realmente reduziram, mas não se pode esquecer que o feriado de Ano Novo foi num sábado. Já no Natal, não houve índice favorável. Infelizmente, dentro da cidade de Oliveira, os acidentes não são maiores por sorte, pois as imprudências são constantes, isso sem falar que muitos motoritas e, principalmente, motoqueiros nem habilitados são. Só como um pequeno exemplo de abuso, na semana passada, um mototaxista, ou seja, um profissional do trânsito, entrou na rua da Misericárdia pela contra-mão,por sorte e atenção do pedestre, que atravessava a rua, não foi atorpelado. Agora pergunto: em uma situação dessa fazer o que? reclamar a quem? O jeito é deixar passar e o condutor continuar no erro até matar alguém e cair esquecimento depois que surgir outro assunto novo para correr na boca do povo? Em Oliveira, faixa de pedestre só é respeitada se tiver um PM por perto, e olhe lá... Habilitação? Muitos não tem. Também, qual a punição pra quem tem? Os que tem às vezes são até mais punidos.