Páginas

28 de abr de 2010

POLÍCIA ESTÁ À CAÇA DE ESTUPRADOR EM MINAS GERAIS

A polícia de Minas Gerais está a procura de um homem, identificado como Arquimedes de Abreu Filho (foto), com idade entre 40 e 50 anos, suspeito de ter atacado e estuprado cinco mulheres em clínicas da Região Oeste de Belo Horizonte.
O primeiro ataque ocorreu no dia 30 de março, quando o suspeito rendeu e estuprou duas dentistas no consultório delas, no Bairro Alto Barroca. Cinco dias depois, Arquimedes teria atacado outra dentista e a secretária dela no Bairro Nova Suíça, na mesma região. Aproveitando a distração, ele teria rendido e amarrado as duas, obrigando-as a praticar atos libidinosos entre elas. Desta vez, ele não estuprou suas vítimas. O terceiro ataque do agressor em Belo Horizonte ocorreu no dia 9 de abril a uma terapeuta, no consultório dela, no Bairro Gutierrez.
De acordo com a delegada de Mulheres, Cláudia Maria Curi, o suspeito tem uma extensa ficha criminal, com 16 páginas, que inclui crimes como furto, lesão corporal, estelionato e violação de domicílio.

Arquimedes de Abreu Filho é foragido de Lavras, onde está com prisão preventiva decretada pelo mesmo crime e já esteve preso em Alfenas, no antigo Cadeião.
Hoje o suspeito não possui dois dentes na parte frontal da arcada.

Ele agia sempre da mesma maneira. Para facilitar a ação, pedia para que a consulta fosse agendada para o último horário de atendimento”, afirma a delegada. Aproveitando-se do menor movimento nos consultórios, o homem rendia as vítimas e praticava os estupros.

Ainda de acordo com a delegada, o homem não usava arma nos crimes e chegou a lutar com uma das mulheres, que reagiu.

Pedimos para que outras vítimas ou pessoas que tenham informações procurem a polícia ou entrem em contato pelo Disque Denúncia”.

A Justiça já expediu um mandado de prisão preventiva contra o homem, que pode ser indiciado por estupro e roubo, já que uma das vitimas teve o celular roubado.

Fotos: Arquivo Henrique Higino/Alfenas Hoje e reprodução de câmara de segurança
Com informações de "Agências de notícias".
QUAISQUER INFORMAÇÕES ACERCA DO SUSPEITO ACIONE A POLÍCIA IMEDIATAMENTE ATRAVÉS DO 197, 190 OU DDU-181.

Nenhum comentário: