Páginas

18 de mar de 2011

OPERAÇÃO CONJUNTA ENTRE PMMG E PCMG LOCALIZA CORPO DE ADOLESCENTE ASSASSINADO E APREENDE AUTORES CONTUMAZES


 

Campo Belo/MG (14/03/11) às 17:45, após recebimento de informações, a PMMG em conjunto com a Polícia Civil, realizaram operação com o intuito de localizar a vítima Júlio César Sabino Batista, 15 anos, desaparecido em 01/03/2011 http://oitavobpm.blogspot.com/search?q=J%C3%BAlio+C%C3%A9sar+Sabino+Batista

De posse de informações e acompanhados pelo adolescente infrator, 16 anos os policiais se deslocaram até a “Fazenda Paraíso”, zona rural de Campo Belo/MG, em uma pequena reserva de mata ciliar, local onde segundo tal adolescente infrator, havia sido enterrado o corpo da vítima Júlio César Sabino Batista.

No local, foi encontrado um pequeno monte de terra que ao ser escavado revelou o corpo já em estado de putrefação.

Segundo o adolescente infrator, a vitima foi levada ao local para ser assassinada, sendo que participaram do crime o acusado, 24 anos, vulgo “Pedreira” e outros dois adolescentes infratores, ambos de 17 anos.

O adolescente infrator relatou que a vitima foi agredida com um pedaço de pau durante todo o trajeto da cidade até o local do crime e que no local a vitima também foi agredida enquanto presenciava os autores cavarem o buraco (local onde o mesmo foi enterrado).

Referido adolescente infrator assumiu ser o autor de dois disparos de revólver, e relatou que depois que a "cova" da vitima estava pronta o mesmo assentou Júlio César no chão, apontou a arma em seu rosto e lhe disse: “...perdeu!" e efetuou um disparo a queima roupa no rosto da vitima que caiu ao solo, sendo que logo em seguida efetuou outro disparo também no rosto da vítima, sendo que o autor de 24 anos e os demais adolescentes infratores estavam juntos e presenciaram os fatos.

Com relação aos motivos do crime, o adolescente infrator (autor dos disparos) se mostrou confuso dizendo que foi por causa da vítima ter mexido com sua namorada, depois disse que a vitima havia furtado drogas de um "mocó" (local onde traficantes escondem as drogas).

A versão dada pelo adolescente infrator sobre a vitima ter mexido com sua namorada se aproxima das informações obtidas via 190 e por outras pessoas de que o motivo do desaparecimento da vitima seria que a mesma era muito amiga e até íntima, da namorada do suposto mandante do crime (suspeito de traficar e chefiar de um ponto de venda de drogas).

Segundo o adolescente infrator, o traficante desconfiava que a vitima tinha um relacionamento amoroso com sua namorada.

O adolescente infrator contou todos os dados com frieza e em nenhum momento apresentou arrependimento.

A excessão do possível mandante do crime, todos os demais envolvidos foram apreendidos e preso. Ressalta-se que todos os adolescentes infratores possuíam antecedentes de ocorrências registradas pela PMMG, onde foram apreendidos por tráfico de drogas, sendo portanto infratores contumazes na prática delituosa.

Nenhum comentário: