Páginas

4 de mai de 2010

PMMG PRENDE AUTOR DE LATROCÍNIO CONTRA POLICIAL MILITAR

Carmópolis de Minas/MG (04/05/10) Em virtude do latrocínio (Roubo seguido de morte) do 2.º Sargento José Orlando de Oliveira, 47 anos, cujo crime ocorreu no sábado e o corpo somente foi encontrado na noite de ontem (03), houve a mobilização da PMMG para que o Autor do crime fosse localizado e preso.

Assim, durante o levantamento do local de crime foi encontrado um boné na cena do crime, o que possibilitou iniciar o rastreamento com alguns indícios.

No decorrer das diligências, chegou-se ao nome de um Suspeito, 21 anos, Lavador de carros, tendo a MM.ª Juíza da Comarca expedido o respectivo Mandado de Busca e Apreensão.

Por volta das 14:30, os militares compareceram na residência de uma adolescente de 15 anos, namorada do Acusado e durante vistoria no guarda roupa situado no quarto da jovem, foi localizado 01 (um) revólver calibre .38, marca “Rossi”, carregado com 06 (seis) munições (estando três cartuchos intactos e três deflagrados) e 01 (uma) pistola .40, marca “Imbel” (já com a numeração lateral raspada), arma essa pertencente à carga da PMMG, com a qual a Vítima era armado fixo para trabalhar; referida arma estava com o carregador municiado com 05 munições calibre .40, intactas.

Segundo a adolescente infratora, ela alegou que não tinha conhecimento de que seu namorado (Acusado) teria guardado as armas naquele guarda roupa, contudo, já o presenciou portando o revólver marca “Rossi”.

(Arma do Autor, usada para matar o PM)

A adolescente infratora relatou ainda que na data de 01/05/10, por volta das 20:30, o Acusado saiu de sua residência alegando que iria até a casa de seus pais para buscar roupas, tendo retornado às cerca de 22:00 portando uma sacola plástica contendo algum objeto; tendo o Acusado se dirigido até o quarto da adolescente onde guardou seus pertences.


(Arma do PM, roubada pelo Autor)


Na data de 02/05/10, o Acusado e a adolescente infratora deslocaram para a residência dos pais dele, onde permaneceram até 16:00.
A adolescente infratora foi apreendida, as armas e munições localizadas foram arrecadadas e tudo encaminhado para a Delegacia.

Concomitantemente à localização das armas, a Polícia Civil de Campo Belo/MG realizou a prisão do Acusado que estava em Campo Belo, pois o cidadão infrator (acreditem se quiser) nesta manhã se ofereceu como motorista do serviço funerário para realizar o translado do corpo da vítima para o IML de Campo Belo. Há relatos inclusive que ele acompanhou os serviços de necropsia.

(Autor preso Isac Max Castro Costa)

O Acusado confirmou a autoria do crime e foi conduzido para a Delegacia de Carmópolis de Minas/MG, visando a decretação da prisão preventiva do Autor pela Autoridade Judiciária da Comarca.

O corpo do 2.º Sargento será sepultado às 20:00, no cemitério municipal de Carmópolis de Minas/MG.


Assessoria de Comunicação Organizacional do 8.º BPM

3 comentários:

Ismenia disse...

Esse cara precisa de Deus. Ele não tinha o direito de tirar o Orlando do nosso meio. O Orlando era uma pessoa amada por todos. Agora por causa de uma pessoa sem Deus no coração, o querido Orlando partiu deixando muitas saudades para seus familiares e amigos. Orlando sempre nos corações daqueles que sempre amavam e consideravam amigo. Tive o prazer de conhecer e ser amiga desse homem chamada José Orlando de Oliveira.Saudades eternas.

Anônimo disse...

A policia fez um ótimo trabalho ao identificar e prender este criminoso que matou um sargento a sangue frio, roubou a arma da polícia, friamente levou o corpo para necrópsia, e não ficou 3 meses presos, está na rua para cometer mais crimes, coitada da população de Carmópolis e do Brasil, que não confia mais na Justiça. QUE VERGONHA! ESSA JUSTIÇA

Anônimo disse...

Q a justiça no Brasil não presta é notícia velha. O q não da para acreditar é q os Policias mesmo sabendo disso levaram este assassino de policiais para prisão! O dever da Policia é fazer com q a lei seja respeitada. Isto ja é piada. Afinal os bandidos vão constatar a impunidade e irão querer andar pela rua com pistola .40 e fama de matador de policialua. Bandido q mata policial tem q morrer. Foda-se a legalidade. É Preferível uma justiça ilegal do que uma injustiça legal. Se os SERVIDORES PÚBLICOS que prenderam este bandido tivessem o espírito policial no sangue uma hora dessas este VERME DE 21 ANOS ja estaria fazendo parte da lista dos desaparecidos.