Páginas

29 de out de 2009

HOMENAGEM AOS FORMANDOS DO CTSP-2009, QUE HOJE (29-10) SE GRADUAM PARA ATUAREM NA CONQUISTA DA PAZ SOCIAL!


DECISÕES!
Primeiro decidiu-se que haveria luz, depois que haveria dia; decidiu-se também que haveria terra e da terra, relva.

Decidiu-se que haveria vida, animais, seres humanos, e a partir de então decidiu-se que os próprios seres humanos é que deveriam decidir. Algumas decisões foram boas e nos indicaram grandes caminhos de cooperação e evolução... outras, no entanto nos levaram à dor, à guerra e a violência...pura ignorância de quem não soube o que fazer com livre arbítrio... então vieram as leis, padrões morais de convivência pré-estabelecidos. Moldes para uma sociedade já em caos. Nesse trajeto destacou-se grandes homens que em meio a forcas, espadas e tiros lutaram por ideais incomuns, que abrangeram uma pluralidade de significados, sentidos e interpretações ao longo dos anos.

Bandeiras então foram hasteadas e com elas o orgulho de se ser quem se era, indivíduos que traziam no peito marcas e pressupostos de uma vida digna. Homens memoráveis que nos ensinaram, desde os tempos mais longínquos que dedicação, coragem e vontade de fazer diferença, são princípios, que uma vez fundidos, farão do exercício de nossa função bem mais do que uma experiência subjetiva onde realizar implica em produzir, mas nos tornará sim sacerdotes, homens e mulheres chamados à um propósito: posicionar-se na linha tênue do cumprimento da moral e dos bons costumes. Homens e mulheres que crêem na autoridade à eles dispensada. Homens e mulheres que desmistificam o ato de ser agente e amigo, concomitando valores originários, oriundo de um passado sangrento à simbologia da farda, numa espécie de ideal de perfeição. Ideal este a ser buscado todos os dias.

Assim sendo, os jovens formandos pleitearam durante nove meses, a virtude de serem eles, nesse tempo, os escolhidos... escolhidos por Deus, pela vida e pelos próprios atributos... escolhidos a serem bem mais do que meros representantes desta ilustre corporação, mas escolhidos e capacitados a levar onde quer que forem, um ideal de justiça e transformação. Reconhecem a responsabilidade que pesa em nossos ombros, responsabilidade de implantar um novo tempo, onde princípios e ensinamentos já intrínsecos no vigor de suas mocidades os farão de meros alunos a grandes mestres, nesse palco chamado 'vida'.

Evocamos o ideal de vida que se tornou para nós a Polícia Militar. Em nove meses que aqui passaram se tornaram policiais de fato, objetivando a luta por uma sociedade melhor e mais justa.

Em meio a dificuldades, cansaço, saudades, nada... nada foi capaz de barrar a fé e os fazer recuar, pois quando se empenha a força da vida à um propósito, todo o universo conspira a nosso favor.

Assim como o metal fino se apura no fogo, da mesma sorte o produto do tempo forjou em cada um deles, em suas personalidades, a herança de grandes patriotas a fim de que pudessem consolidar e internalizar os princípios e diretrizes; então, uma vez apurados pelo calor das provas, moldados mediante o fogo, todos os soldados alcançam a plena convicção que são um corpo, onde cada membro atua de forma a cumprir seu papel, rendendo assim um único propósito.

Em meio a grandes mestres, grandes ensinamentos, grandes lições pra vida toda.

Os formandos agradecem a Deus, fonte de toda inspiração, por tornar verdade aquilo que outrora era sonho e assim sendo, os fazer dar o primeiro passo nessa longa caminhada que virá. Agradecem os superiores, saúdam os colegas e amigos por fazerem parte de suas história.

Agradecem a família, na pessoa dos seus pais, filhos, cônjuges, irmãos e amigos por toda força que dispuseram a eles e também por tão grande compreensão diante do silêncio da ausência em vários momentos.

E neste tempo de alegria, não falaremos daqueles que ficaram a beira do caminho ou daqueles a quem aprendemos a amar... pois alguns sentimentos advindos da natureza humana não são para serem falados, e sim para serem sentidos!

O Comando do Oitavo Batalhão, na pessoa do Ten Cel Luis Rogério de Assis, pede a Deus que continue a abençoar a todos para que sejam neste tempo verdadeiros defensores e aplicadores da lei, estando sempre dispostos a cumprir a chamada: servir e proteger!

É tempo de vencer e conquistar! Avancem bravos homens... À carreira que lhes é proposta!


Polícia Militar, preparando os seus para fazer de Minas o melhor estado para se viver!
Assessoria de Comunicação Organizacional do 8.º BPM

Nenhum comentário: