Páginas

24 de out de 2009

Serra Azul agora com a Rede de vizinhos protegidos



O programa rede de vizinhos protegidos se originou na cidade de Belo Horizonte há cerca de cinco anos, onde a comunidade se uniu à Polícia Militar na busca da redução da criminalidade. A essência do programa é a proximidade entre polícia e comunidade, a vigilância constante e a cumplicidade entre os moradores. Uma das armas é o apito que é utilizado sempre que há suspeita ou flagrante de crime, inibindo a ação delituosa.

Em Lavras, o programa encontra-se em pleno funcionamento no bairro Parque das Pedras Preciosas, e agora no bairro Serra Azul, onde foi inaugurado oficialmente na tarde da última quinta-feira, dia 22.




Foi constatado que, não diferente da realidade dos demais bairros, no Serra Azul, a grande maioria dos vizinhos ainda não se conhece. As ruas costumam ficar desertas durante grande parte do dia e os moradores sem muito contato entre si.

A “Rede de Vizinhos Protegidos” veio para mudar essa realidade, sendo uma parceria da PM com a comunidade. Nele, os próprios vizinhos funcionam como “câmeras vivas”. Eles adotam estratégias de prevenção e são orientados pela Polícia Militar, protegendo-se mutuamente e interagindo de forma solidária, além de repassar informações à polícia. Para tanto, é necessário conhecer o vizinho, seus contatos e até mesmo hábitos.

Após a mobilização das pessoas, foram feitas reuniões com os moradores do bairro a fim de que haja uma conscientização na mudança dos seus hábitos. Após o inicio das reuniões onde os moradores receberam dicas de auto proteção e orientações sobre a participação de cada um na rede de vigilância, decidiu-se pela inauguração do programa.



A expectativa é de que tão logo se perceba os resultados do programa, sendo manifesta através da sensação de segurança e entrosamento dos moradores.

A intenção da Polícia Militar de Lavras é expandir o programa para outros bairros da cidade, onde a demanda é maior ainda.

Qualquer comunidade, bairro ou rua podem ter uma Rede de Vizinhos em sua região. Primeiro é preciso sensibilizar as pessoas. É preciso organização, interesse, engajamento e comprometimento dos moradores, sendo estes os fatores que renderam ao bairro o êxito do programa.



PM: junto com o cidadão em busca da paz social!
Assessoria de Comunicação Organizacional do 8.º Batalhão.

Nenhum comentário: