Páginas

10 de dez de 2009

ROUBO À MÃO ARMADA A RESIDENCIA RURAL EM NEPOMUCENO/MG

Em 09/12/09, às 10:05, no município de Nepomuceno/MG, a PMMG compareceu ao “Sítio Pinhal”, Zona Rural, onde a vítima “V.B.” (77 anos) alegou que na data de 08/12/09-Ter., por volta das 21:00, a acusada “Alessandra de Fátima Casimiro” (26 anos) e uma adolescente infratora (16 anos) entraram em sua residência e começaram a conversar quando uma delas solicitou-lhe álcool para colocar no dente que estava doendo, porém, utilizando deste artifício pegaram um pano e encharcaram com o álcool cedido pela vítima e passaram à sufoca-lo, ameaçando de morte e exigindo dinheiro, causando-lhe lesão no rosto.

A vítima passou a gritar por socorro, momento em que as acusadas fugiram do local e foram vistas por outra vítima (“S. L” – 64 anos) que reside ao lado.

As duas vítimas (“V.B” e “S.L”) alegaram ainda que na madrugada de 09/12/09-Qua, por volta das 03:00, outros dois acusados portando um objeto pontiagudo, estocaram a parede e as janelas de suas residências, ameaçando-as de morte e exigindo dinheiro, sendo entregue a quantia de R$10,00 (dez reais) pela primeira vítima e a quantia de R$ 20,00(vinte reais) pela segunda vítima.

Após parlamentação com populares da região, os militares conseguiram as características dos acusados, sendo, “Leandro Alves Naime” (18 anos) e outra pessoa conhecida por “Carlinhos”, funcionário de “Leandro”, ambos residente na comunidade do “Barreiro”, Zona Rural de Nepomuceno/MG.

Assim foi realizado intenso rastreamento, quando o acusado “Carlinhos” ao notar a presença da viatura embrenhou-se em um matagal. Já os acusados “Leandro” e “Alessandra”, juntamente com a adolescente infratora foram localizados, sendo conduzidos a Delegacia de Polícia, onde foram reconhecidos pelas vítimas.

O acusado “Leandro” afirmou perante testemunha que o objeto pontiagudo utilizado não era uma barra de ferro e sim uma espingarda enferrujada, que não funcionava e que estaria ocultada no quarto de ferramentas de sua residência. Diante destas informações, os militares deslocaram novamente à residência do acusado e devidamente autorizados pelo genitor de “Leandro”, vasculharam o imóvel sendo encontrada a citada espingarda e uma garrucha marca Rossi, calibre .22, n.° de série E99009, ocultada entre a comunheira do telhado.

Nenhum comentário: